Video de apresentação +

Conceito +

Equipa +

História do Edifício +

Módulos e Instalações +

Laboratórios +

Sítio dos Pequenos +

Loja +










Siga-nos no Facebook e no Twitter


Mailinglist do centro








Conceito do Centro

Um Centro Local para a promoção da Ciência e da cultura científica


A Ciência e a Tecnologia são, hoje e cada vez mais no futuro, parte integrante e constante da vida quotidiana de cada um de nós. Os cidadãos de todas as idades encontram num centro de ciência uma oportunidade para compreender de modo agradável a ciência subjacente a alguns aspectos da vida quotidiana; jovens que não venham a interessar-se particularmente por ciências na sua formação Secundária ou Superior, têm nas actividades de ciências uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e cultural; as escolas encontram no centro de ciência uma oportunidade para complementar e reforçar as aprendizagens.

  A atitude científica é, essencialmente, uma atitude de procura de respostas: Aprendem-se coisas para responder a uma inquietação. Mais do que fornecer conhecimentos a educação em Ciência pretende promover o desenvolvimento da capacidade de pensar e resolver problemas. As ciências deveriam ser apresentadas como a compreensão do que nos rodeia, seja em volta da escola, seja na comunidade, seja na família e deveriam desenvolver nas pessoas a capacidade para dar significado a acontecimentos e desenvolver os instrumentos intelectuais para adquirir essa compreensão. A falta de cultura científica e tecnológica dos portugueses, revelada, de modo continuado ao longo dos últimos 20 anos em estudos efectuados em Portugal e no estrangeiro, tem sido motivo de apreensão. Esta situação de “analfabetismo em ciência” da população portuguesa tem motivado algumas iniciativas, nomeadamente, a criação de uma rede de Centros em que o Centro Ciência Viva de Tavira se enquadra.

 

Em particular para os jovens mais pequenos, importa criar espaços em que a ciência possa ser entendida de um modo activo e lúdico: Aprender ciências como quem brinca, complementando o papel da escola e ocupando de modo criativo os tempos livres de uma parcela importante da população. Os jovens mais velhos deverão encontrar no centro de ciência oportunidades de desafio para despoletar o interesse pela ciência e tecnologia. Neste aspecto, o estabelecimento de parcerias com as escolas locais tornarão este espaço um centro de recursos para a dinamização da educação em ciências, de modo prático e experimental.

 

Ao nível local, o centro de ciência deverá constituir-se como pólo promotor de debate e divulgação em tópicos que correspondam a problemas e questões envolvendo a componente científica e tecnológica com impacto na comunidade.

 

Deste modo, o Centro Ciência Viva de Tavira assume-se como instrumento de promoção cultural em ciência e tecnologia da população de Tavira e Sotavento do Algarve.

 

 

Um tema integrador: Água e Energia


O Sotavento algarvio é uma zona marcada por contrastes relativamente à água: É por um lado, com a Ria Formosa e extensos sapais, uma zona húmida de interesse europeu, por outro lado, é uma terra seca, em que a água é um bem precioso. É uma região em que a actividade agrícola e a actividade turística põem grandes pressões sobre a qualidade da água dos meios naturais, e onde se situa uma estação de tratamento de águas para abastecimento de toda a região. Industrias tradicionais de pesca e modernas aquaculturas; Industrias de sal, de rega, de pesquisa de águas subterrâneas e experiências piloto de produção alternativa de energia a partir da água e em que o potencial para a produção alternativa de energia é elevado. Região de sol abrasador onde se confronta a eminência em cada ano de uma seca devastadora com o enorme potencial de produção de energia a partir do sol e da água.

Estes elementos justificam a nossa opção pela "água e energia" como tema integrador.  

O Centro Ciência Viva de Tavira é um espaço de divulgação científica e tecnológica, integrado na rede de Centros Ciência Viva. A água e a energia são os temas fundamentais da exposição interactiva onde o visitante pode ficar a saber mais sobre a energia hidroeléctrica, a modelação da paisagem pela chuva e pelos rios e o Ciclo da Água através de um conjunto de módulos e instalações expositivas. Para além desta exposição, os vários espaços laboratoriais onde o visitante realiza actividades práticas e experiências conferem a este Centro uma forte componente prática e experimental.

Um espaço para uma Educação em Ciência e Tecnologia


Algumas características definem O Centro Ciência Viva de Tavira como um "Centro para a Educação Científica", nomeadamente procurando que o conceito de utilizador substitua o de visitante; que exista uma relação continuada do utilizador com o centro e não uma visita esporádica, ocasional e inconsequente; que cada entrada se destine a um determinado segmento do espaço e não para o percurso total como um consumo; que a abordagem de uma instalação ocorra como parte de um processo cognitivo que se iniciou antes ou que se continuará depois; que o processo da ciência acompanhe o conteúdo, tornando a aprendizagem, uma construção pessoal resultante da acção. Ainda que o centro se constitua parceiro da comunidade, promovendo a cultura científica em torno dos assuntos que compõem a vida da comunidade.

 

O Centro Ciência Viva de Tavira constituirá um local atraente para o visitante ocasional que procurará cativar e tornar sensível a aspectos relacionados com a problemática da água e da energia, bem como tornar visíveis indústrias e actividades humanas relacionadas com o tema. Este espaço estará também aberto à visita por jovens individualmente que poderão trabalhar de modo autónomo e independente, utilizando livremente o material e apoiados por monitores, também jovens.

 

Este espaço poderá ainda, com recurso a animadores voluntários com saberes específicos existentes na comunidade, constituir uma oportunidade para a ocupação cultural dos tempos livres das famílias em ateliers de fim-de-semana de carácter científico-tecnológico.

 

Este espaço constituirá ao nível local um núcleo promotor de iniciativas de cultura científica, como ciclos de conferências ou de cinema, destinadas à população em geral.

 

 

Um espaço orientado para crianças e jovens


Pretendemos a criação de um espaço orientado especialmente para a faixa etária dos 5-16 anos, a que correspondem os 1º, 2º e 3º ciclos do Ensino Básico e Educação Pré-escolar.

 

Neste espaço haverá actividades programadas, delineadas no sentido de apoiar o cumprimento das expectativas dos programas e suportar projectos de trabalho inserindo-se na área-escola ou na actividade de clubes escolares específicos, como por exemplo, de Ciência ou de Ambiente.

 

O Centro Ciência Viva de Tavira estabelece parcerias com escolas de modo a que os professores se possam deslocar repetidamente com um grupo de alunos como parte do seu tempo lectivo normal, efectuando aí actividades de carácter científico e tecnológico complementares do seu plano curricular.

 

Complementarmente, Centro Ciência Viva de Tavira poderá albergar a actividade científica organizada de grupos de jovens mais velhos, sob a forma de projectos de investigação, enquadrados pelas escolas ou clubes locais.

 

 

Um espaço de trabalho e aprendizagem

 

O Centro Ciência Viva de Tavira com apenas cerca de 400 m2 está localizado num imóvel com importante valor patrimonial e arquitectónico, a antiga igreja do Convento do Carmo, numa zona urbana central, permitindo fácil movimentação de crianças na zona envolvente

 

 

 

O Centro Ciência Viva de Tavira dispõe de quatro tipos de espaços que se descrevem seguidamente.

 

_ Espaço Expositivo

 

Neste espaço, instalações compostas por diferentes módulos complementares demonstram conceitos, que em articulação com o “espaço informação”, tornam possível uma visão global de aspectos relativos à água e energia.

 

Concebidos numa perspectiva clássica, a interactividade é reduzida, limitando-se a pôr o fenómeno em acção, embora, através de fichas interpretativas e proposta de acção, se procure prender a atenção e o aumento do tempo de actividade do visitante e a interacção com o módulo.

 

_ Espaço Laboratório

 

Neste espaço, os diferentes conceitos serão abordados pela actividade manipulativa, prática e experimental ou pela exploração científica do meio. Os visitantes explorarão, por exemplo, o efeito da densidade e da impulsão na flutuação de objectos; aplicarão conceitos para resolver problemas como a separação de areia, sal, serradura e limalha de ferro; executarão procedimentos concretos para a observação de estomas ou identificarão os princípios químicos em plantas ou alimentos, conduzirão experimentos guiados, como a monitorização da produção de oxigénio e consumo de dióxido de carbono por plantas em ambientes confinados em função de diferentes variáveis. Neste espaço, os visitantes poderão escolher desenvolver algumas das actividades propostas, bem como se organizarão workshops temporários estruturados em ligação com os professores para tratar temáticas específicas, como por exemplo, “Absorção de água pelas plantas”, ou “fotossíntese”, que serão visitados por turmas inteiras, segundo um plano de visitas.

 

 

_ Espaço Oficina


Neste espaço que se pretende claramente oficinal, com bancada, instrumentário e stocks de materiais diversos, será possível construir objectos, seja a partir de modelos, seja como resultado de necessidades de projectos desenvolvidos pelos visitantes. Instrumentos para caçar insectos, componentes de uma estação meteorológica para a escola, ou um brinquedo solar, são exemplos possíveis.

 

 

_ Espaço Informação


Este espaço corresponde à informação apresentada sob a forma de "poster", multimédia, modelo ou “maquette”. Dados sobre a pluviosidade na região ou sobre a água no mundo ou o diagrama explicativo de uma barragem, são exemplos deste tipo de espaço.

 

Este espaço articula-se com o “Espaço Expositivo” e “Laboratorial”, complementando-os.



_ Página inicial +


Centro Ciência Viva de Tavira, 2010, todos os direitos reservados | valid css & xhtml | Rede de Centros Ciência Viva
Design por
Gobius Comunicação e Ciência +